Locação de automóveis: como a saída da Ford impacta o mercado brasileiro

Locação de automóveis: como a saída da Ford impacta o mercado brasileiro

22/01/2021

A Ford anunciou que vai encerrar a fabricação de automóveis no Brasil. Em comunicado, a montadora norte-americana explicou que a decisão se deve, entre outros motivos, pela necessidade de reestruturação de suas operações na região e pelos desafios econômicos enfrentados no país, que foram ampliados pela pandemia da Covid-19.

A empresa foi uma das primeiras a iniciar a produção de carros no Brasil, em 1919. Aproximadamente 100 anos depois, ela irá fechar suas três fábricas: em Taubaté (SP), Camaçari (BA) e Horizonte (CE).

As atividades de venda e pós-venda serão mantidas, e os modelos EcoSport, Ka e Troller T4 vão ser comercializados até esgotarem os estoques. Dessa forma, a aquisição de novos veículos ficará restrita às importações, provenientes de países como Argentina e Uruguai.

 

Ford perdeu participação no mercado brasileiro nos últimos anos

A decisão também é um reflexo do desempenho da montadora e da dificuldade de se manter competitiva no mercado nos últimos anos.

De acordo com dados da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores) e Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), em 2015, a Ford tinha ocupado o 4º lugar de vendas no mercado de automóveis. Já em 2020, caiu para o 6º lugar, com participação de 7,4%.

 

Saída da Ford do Brasil gera mudanças no setor de locação de veículos

Além do desemprego de mais de 5 mil funcionários no Brasil e na Argentina, a saída da Ford do Brasil impacta o setor de locação de automóveis. Segundo levantamento feito pelo Denatran e pela Serpro, em 2019, a Ford ocupou 13,15% da frota total e 12,74% dos emplacamentos de automóveis nas locadoras, estando entre as cinco montadoras com maior participação.

O encerramento de sua produção no país é uma perda considerável e os impactos desta mudança também serão sentidos no setor de locação de automóveis.

 

Fim da fabricação do Ford Ka impacta segmento de locação de veículos

O fim da fabricação do Ford Ka é um dos pontos mais significativos. O 6º modelo de carro mais vendido em 2020 tinha grande participação no mercado de locação, especialmente para frotas corporativas e motoristas de aplicativos. A redução da oferta, aliada à baixa disponibilidade de carros das montadoras em geral, pode gerar uma diminuição nos descontos de aquisição e o consequente aumento das tarifas de locação.

Além disso, a possível desvalorização do veículo será um problema para as locadoras, com impacto direto nos resultados financeiros.

Fleet News