VANTAGENS E DESVANTAGENS DOS CARROS ELÉTRICOS

VANTAGENS E DESVANTAGENS DOS CARROS ELÉTRICOS

06/02/2019

Considerados uma alternativa de locomoção ecológica e sustentável, os carros elétricos têm como objetivo reduzir as emissões de C02 a fim de melhorar a qualidade do ar e eliminar a dependência dos combustíveis fósseis.

De acordo com dados levantados pelo Centro de Pesquisa em Energia Solar e Hidrogênio de Baden-Württemberg (ZSW), a frota mundial de veículos movidos à eletricidade já ultrapassa 3 milhões. Apenas no último ano, as vendas cresceram 60%, sendo impulsionadas principalmente pelas demandas da China.

As expectativas são otimistas para o mercado de elétricos. Conforme estudo da Bloomberg New Energy Finance, até 2040 estes modelos vão corresponder a 55% do total de veículos nas ruas. A redução dos preços praticados pelos fabricantes será o principal fator para impulsionar o crescimento nas vendas.

Confira a seguir as vantagens e desvantagens dos carros elétricos.

 

Vantagens

1. Custo baixo de utilização
De modo geral, a eletricidade é mais barata do que os combustíveis fósseis. O custo por quilômetro rodado com um carro elétrico é até 50% inferior em relação a um modelo movido à combustão. Além disso, os veículos elétricos têm manutenção 15% mais barata devido à simplicidade de sua mecânica.

 

2. Ausência de barulho
Os carros elétricos são extremamente silenciosos, já que o seu motor não gera os ruídos da combustão e não há um sistema de escape – uma das principais fontes de barulho em automóveis.

 

3. Maior eficiência
Quando comparados aos automóveis “comuns”, os veículos elétricos apresentam alto torque, o que garante um desempenho superior: basta pisar no acelerador e a energia é entregue instantaneamente às rodas.

 

4. Menor carga tributária
Diversos países oferecem impostos reduzidos e outros subsídios para a compra de um veículo elétrico, visando facilitar sua expansão no mercado. No Brasil, o governo federal zerou o imposto para importação de automóveis movidos à eletricidade ou hidrogênio.

Estados como Piauí, Maranhão, Ceará, Pernambuco, Sergipe e Rio Grande do Sul dão isenção de IPVA para os carros elétricos, enquanto Rio de Janeiro, São Paulo e Mato Grosso do Sul oferecem 50% de desconto no imposto.

 

Desvantagens

1. Alto custo de aquisição
Como são produzidos em pequenas séries e ainda possuem uma tecnologia cara, os veículos elétricos têm custo de aquisição elevado se comparado aos automóveis movidos a combustível fóssil.

 

2. Autonomia limitada
Os modelos mais em conta de carros elétricos oferecem uma autonomia de 300 Km, enquanto os lançamentos mais elaborados chegam a 600 Km. Esta limitação na autonomia pode dificultar viagens longas, que precisam ser feitas com intervalos para recargas.

 

3. Baterias pesadas e longo período de recarga
Mesmo com os avanços tecnológicos, as baterias dos veículos elétricos ainda têm peso consideravelmente alto em relação aos veículos tradicionais. Em alguns modelos, a bateria de íons de lítio soma 450 kg e sua recarga pode demorar de 6 a 8 horas em uma tomada normal de 220v.

 

4. Número baixo de postos de carregamento
Com pouquíssimos pontos de recarga espalhados pelo país, os carros elétricos encontram dificuldades para serem recarregados em rodovias. Por enquanto, a forma mais prática de carregar a bateria é em tomadas domiciliares, o que pode ser um grande empecilho para quem deseja viajar nestes veículos.

Fleet News