PLACAS VEICULARES: MODELO MERCOSUL CHEGA DEFINITIVAMENTE AO BRASIL

PLACAS VEICULARES: MODELO MERCOSUL CHEGA DEFINITIVAMENTE AO BRASIL

09/11/2018

Conforme estabelecido pelo Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN), o modelo das placas de veículos brasileiros será alterado até o final de 2018.  O propósito é padronizar a identificação dos automóveis de acordo com as características adotadas pelo Mercado Comum do Sul (MERCOSUL). O Brasil é o terceiro país do bloco a unificar o modelo do emplacamento, depois da Argentina e do Uruguai.

Segundo a Resolução 733 do DENATRAN, publicada no Diário Oficial da União, até 1º de Dezembro de 2018 todos os DETRANS deverão ajustar seus sistemas de emissão de documentos com as novas placas – que serão inseridas em veículos zero quilômetro ou em processo de transferência de proprietário ou município.

 

Características da Placa de modelo MERCOSUL

O novo padrão de placas inclui diferenciais de segurança que permitem rastrear o veículo em caso de roubo ou furto. Além de um chip identificador, também haverá o QR Code – código bidimensional que dá acesso ao Banco de Dados do DENATRAN e dificulta a clonagem da placa.

No que se refere às características visuais, foi estabelecido o fundo de cor branca com a inserção de um brasão do Estado e da Cidade onde o veículo foi registrado. Estes detalhes devem ser colocados por meio do Hot Stamp (película obrigatória para dar tonalidade à placa).

 

Data limite para instalação da placa de modelo MERCOSUL

Os veículos que saírem da concessionária e se submeterão ao primeiro emplacamento já vão aderir ao novo padrão. Esta regra também é válida para os veículos que serão transferidos e para aqueles que, por motivos de danificação, precisem substituir a placa.

Para os outros veículos, a adesão ainda não é obrigatória. Entretanto o Conselho Nacional de Trânsito determinou que até 31 de dezembro de 2023 toda a frota brasileira deverá adotar o novo modelo. É responsabilidade dos órgãos de trânsito de cada estado estabelecer uma data para o início dos emplacamentos.

O Rio de Janeiro começou o processo de emissão das placas MERCOSUL em setembro de 2018. Já os estados de São Paulo e Paraná ainda não informaram a data de início para adesão e alteração dos sistemas, que deverá ocorrer até dezembro de 2018 conforme determina a resolução do DENATRAN.

 

Preço das placas MERCOSUL

A precificação do novo emplacamento será definida pelos fabricantes autorizados, que conduzirão todas as etapas logísticas do processo, desde a estampagem até a distribuição das placas veiculares.

Apesar dos novos recursos de identificação e rastreamento, as placas MERCOSUL terão um preço semelhante ao das placas atuais.  No Rio de Janeiro, por exemplo, o novo emplacamento tem um custo de R$219,35. Entretanto, não haverá preços fixos e os orçamentos serão regulados pela livre concorrência conforme indicou o DENATRAN.

Fleet News